You are currently viewing Entrevista de Desligamento – Saiba o que é Agora Mesmo

Entrevista de Desligamento – Saiba o que é Agora Mesmo

A entrevista de desligamento, se bem feita, permite que a organização colete dados simples que podem ser usados ​​na estratégia de negócios. 

Essas informações ajudam a entender as razões pelas quais um colaborador deixou seu cargo, e são muito úteis no combate à rotatividade e desgaste de funcionários. 

Mas, como conduzir a entrevista de desligamento de forma eficaz? Que perguntas fazer às pessoas que saem da empresa? E como usar os dados coletados em sua estratégia de experiência do colaborador?

O que é entrevista de desligamento?

A entrevista de desligamento ou de saída é uma reunião formal entre um funcionário que decide deixar a empresa por algum motivo.

É realizado pelo empregador que faz perguntas a um empregado e tenta compreender as motivações que o levaram a deixar a organização.

É graças a uma metodologia de um questionário bem estruturado e escrito que o empregador notará as apreciações e sentimentos dos seus colaboradores.

No entanto, deve-se ter em mente que a entrevista de desligamento não é usada para reter um funcionário que tomou sua decisão e deseja mudar de organização. 

Seu objetivo para o empregador é aproveitar ao máximo essa saída é conhecer e entender os vieses da experiência que levaram o indivíduo a decidir deixar a empresa.

Para o colaborador, esta troca é uma oportunidade de expressar potenciais pontos de melhoria que podem, posteriormente, melhorar o ambiente de trabalho e o bem-estar profissional dos seus colegas.

Entrevista-de-Desligamento

A utilidade das entrevistas de desligamento

A saída faz parte do ciclo de vida do funcionário. No entanto, partidas numerosas e frequentes são muitas vezes o sinal de um grande problema interno, como:

  • Uma preocupação de gestão
  • Lacunas na formação e/ou integração
  • Um clima social ruim dentro da equipe
  • Salários mal avaliados
  • A falta de coesão social
  • Um sistema organizacional fraco
  • Falta de desenvolvimento de carreira

entrevista de desligamento serve para identificar essas questões antecipadamente. Ao dar voz aos funcionários que deixam o emprego, os empregadores podem obter informações valiosas sobre o clima geral e a organização interna.

De fato, os talentos que saem de uma empresa não têm motivos para minimizar ou esconder problemas do gerente de recursos humanos.

Desta forma, os gestores, chefes de departamento e o gestor de equipe em causa podem encontrar soluções e realizar um plano de ação estratégico para melhor gerir a experiência e empenho dos colaboradores.

Os resultados das pesquisas enviadas durante as entrevistas de desligamento profissional podem, por exemplo, evidenciar uma falta de precisão em relação ao recrutamento ou destacar áreas potenciais de melhoria na gestão ou na cultura corporativa.

As saídas de empresas geralmente envolvem novas contratações. No entanto, recrutar talentos pode se tornar caro. 

Então qual é a solução? Construir a lealdade dos funcionários. E proporcionando uma boa experiência aos seus colaboradores que será possível retê-los.

Como realizar boas pesquisas e boas entrevistas de desligamento?

Descobrir por que as pessoas saem e como evitar isso no futuro deve ser algo em que você investe tempo, energia e atenção.

Com uma boa estratégia é uma boa metodologia de pesquisa, você poderá obter dados úteis e, assim, maximizar o comprometimento de suas equipes.

Características de uma boa entrevista de desligamento

Aqui estão algumas dicas para conduzir entrevista de desligamento de maneira pacífica.

Incentive um discurso aberto: você pode usar pesquisas on-line em vez da clássica entrevista presencial para promover transparência, franqueza e, assim, coletar dados confiáveis.

Não hesite em fazer perguntas “difíceis”: peça detalhes sobre quaisquer pontos fracos destacados.

Automatize o processo com ferramentas poderosas: ao vincular suas pesquisas e seus sistemas de informação de RH a uma plataforma global de gerenciamento de experiência de funcionários, você reduz o tempo que suas equipes de Recursos Humanos precisam gastar na administração de investigações.

Na internet em uma simples pesquisa aparecerão nomes de vários sistemas que podem ajudar no controle da empresa, inclusive na hora da entrevista de desligamento.

Entenda o impacto do desgaste de funcionários: junte os dados de suas entrevistas com os resultados da avaliação 360° para obter uma visão precisa do desgaste lamentável ou não lamentável na organização. 

Acompanhe as métricas ao longo do tempo: avalie o impacto de suas ações de otimização usando indicadores-chave de desempenho, como custo de rotatividade e assim comprove o retorno do investimento (ROI) de suas ações realizadas após a entrevista de desligamento.

Dicas sobre como criar a entrevista de desligamento

Existem diferentes métodos de entrevista, cada uma fornecendo dados e comentários diferentes. Enquanto alguns gestores pedem feedback sobre as equipes e a gestão, outros se contentam em fazer perguntas sobre a função ou os motivos do descumprimento do contrato.

Ao contrário de uma pesquisa de engajamento em que você lida com conceitos relacionados às atitudes e sentimentos da equipe, uma entrevista de desligamento deve ser muito mais prática e simples de projetar e interpretar.

Também pode ser útil incluir alguns campos abertos que envolvam respostas livres dos colaboradores que optaram pela saída da empresa.

Além disso, hoje, graças aos softwares de análise textual, a interpretação dessas respostas gratuitas é bastante facilitada. 

Essas ferramentas permitem analisar automaticamente uma boa quantidade de respostas e categorizá-las em temas e tópicos semelhantes para ajudá-lo a identificar padrões de atrito e interpretar os dados.

Melhores práticas para conduzir entrevistas de desligamento

Apenas um terço dos funcionários que saem de uma organização tem uma entrevista de desligamento

Mas dada a importância da informação que estes podem fornecer, qualquer empresa tem mais interesse em integrar este tipo de entrevista no seu estudo do ciclo de vida do pessoal.

A primeira coisa a fazer é, portanto, garantir que as entrevistas de desligamento sejam uma prioridade estratégica e incentivar os gerentes a entrevistar os colaboradores que saem da empresa.

Veja 5 dicas para aproveitar ao máximo a entrevista

Integre a entrevista de saída ou desligamento ao processo de saída padrão e use processos automatizados para reduzir a carga de trabalho de gerentes e supervisores.

Agende a reunião após o funcionário ter tomado a decisão de sair, mas pouco antes de ele sair definitivamente da estrutura. Os funcionários estarão necessariamente menos inclinados a participar desse tipo de entrevista quando saírem.

Faça perguntas curtas e simples com foco na avaliação dos diferentes componentes do cargo ocupado até então, e na identificação de oportunidades de otimização.

Pense com cuidado ao incorporar perguntas sobre sentimentos e emoções, pois isso às vezes pode ser complicado (especialmente após uma demissão).

Assegure ao entrevistado que seus comentários são confidenciais e não serão compartilhados com a equipe e, caso não participe da entrevista, com o gestor. 

Ressalte-se ainda que as respostas não terão impacto em um eventual pedido de recomendação profissional futura.

Lembre-se sempre de acompanhar as tendências ao longo do tempo para que você possa medir o impacto de suas ações de melhoria e acompanhar os KPIs específicos do desempenho da organização.

Perguntas a serem feitas durante uma entrevista de desligamento

Lembre-se de que devemos estar cientes de que uma entrevista de desligamento não serve para convencer um funcionário que deseja sair para ficar, mas para entender melhor os motivos que o levam a sair. 

Portanto, é necessário, em primeiro lugar, perguntar-lhe claramente o principal motivo de sua partida. 

É possível que vários fatores entram em jogo em sua escolha, mas sempre há um motivo principal ou um gatilho específico.

Os tópicos a serem abordados durante a entrevista

Feita a pergunta sobre o principal motivo da rescisão do contrato, você pode questionar o colaborador sobre cada um dos pontos que compõem seu ambiente de trabalho:

  • O nível de responsabilidade
  • Autonomia
  • Salário e remuneração
  • O horário
  • A atmosfera de trabalho
  • O acordo dentro da estrutura, o serviço, a equipe e a coesão social
  • O relacionamento, a comunicação com os superiores
  • Ferramentas de trabalho
  • Processos organizacionais internos

Você também pode fazer perguntas mais específicas sobre as tarefas que compõem o cargo, a gestão, a equipe e a estrutura como um todo. 

Considere também perguntar se o funcionário recomendaria você como empregador para aqueles ao seu redor.

Exemplos de perguntas

Esses exemplos de perguntas ajudarão você a se concentrar nas tendências que estão fazendo com que as pessoas da sua organização saiam, e encontrar maneiras de evitar que os mesmos problemas ocorram novamente:

Q1: Qual é o seu cargo?

Q2: Em qual dos seguintes departamentos você trabalha? 

Q3: Qual das seguintes afirmações melhor descreve seu trabalho? 

Q4: Qual foi sua principal motivação para ingressar em nossa empresa?

Q5: Qual foi o maior desafio profissional que você teve que cumprir enquanto ocupava seu cargo?

Para otimizar o tempo da entrevista de desligamento, também é interessante fazer uma pergunta fechada seguida de uma pergunta aberta para esclarecer a primeira resposta. Por exemplo:

Você teve algum problema com os membros de sua equipe? sim / não 

Se o funcionário responder “Sim”: 

Que tipos de problemas você encontrou com seus colegas?

As entrevistas de desligamento são uma riqueza de informações valiosas para recursos humanos e gestão. 

Agora que você já sabe o que é uma entrevista de desligamento e como colocar em prática, é hora de exercer em alguma oportunidade. 

Ficou alguma dúvida? Podemos te ajudar, entre em contato com a gente e conheça melhor o nosso trabalho. Até a próxima!

Deixe um comentário